Como aumentar testosterona: confira as melhores dicas aqui

Genética e envelhecimento influenciam o nível de testosterona no corpo, afetando o equilíbrio hormonal masculino e trazendo diversas consequências desagradáveis, principalmente nas funções sexuais.

Então, muitos acabam recorrendo aos suplementos, e sem qualquer acompanhamento profissional. Para evitar isso, hoje eu vou falar sobre como aumentar testosterona sem recorrer a cápsulas ou algo parecido. Confira:

Mantenha o seu peso ideal – existe uma relação entre peso corporal e os níveis de testosterona. Em geral, o hormônio tende a ser menos produzido nos homens com grande acúmulo de gordura.

Aqueles abaixo do peso também podem apresentar déficit neste sentido.

Cuide da quantidade e da qualidade do sono – boa parte dos homens com baixos níveis de testosterona não dorme de maneira adequada.

Por isso, apesar de o tempo satisfatório de sono variar de pessoa para pessoa, tenha longas e tranquilas noites de descanso. Buscar a meta de oito horas diárias é uma boa marca para equilibrar a saúde.

Mexa-se! Sedentarismo só atrapalha, inclusive a produção de testosterona. Nosso corpo dispõe de um interessante sistema que disponibiliza nutrientes de acordo com as necessidades mais urgentes.

Quem passa o dia todo sentado, provavelmente receberá menos substâncias para a síntese de testosterona. Afinal de contas, não está precisando tanto assim dos músculos, cujo desenvolvimento é estimulado pelo hormônio masculino.

Então, não ser sedentário pode fazer toda a diferença também quando o assunto é testosterona. Uma caminhada logo cedo é uma ótima forma de começar!

  • Pratique exercícios intensos e regulares– se largar o sedentarismo total já é um estímulo à produção de testosterona, fazer atividades físicas com frequência é melhor ainda.
    A intensidade dos treinos é outro diferencial, pois, ao estimular fortemente os músculos, o corpo recebe uma espécie de aviso para turbinar a síntese de testosterona.

E os treinamentos curtos e intensos são especialmente indicados neste sentido, já que submetem as fibras musculares a grandes esforços, causando fadiga rapidamente. Além disso, é fundamental exercitar um grande número de músculos.

Ou seja, não é recomendável focar em exercícios específicos para um músculo apenas, mas nos que exigem o trabalho de grandes grupos de músculos. E são as pernas que englobam a maior parte deles.

Mais um motivo para os marmanjos não fugirem do treino de pernas, achando que agachamento, por exemplo, é coisa de mulher.

Para completar sua lista de cuidados no quesito atividade física, é bom lembrar que o excesso de exercício prejudica não somente os músculos, como, também, o nível de testosterona.

  • Controle o estresse– sob tensão constante, o corpo aumenta a quantidade de cortisol, o que atrapalha a produção de testosterona.
    Portanto, mesmo não sendo possível acabar de vez com todas as fontes de estresse, é importante tomar algumas providências para mantê-lo sob controle. Tais como evitar o excesso de trabalho e reservar um tempo para relaxar, aproveitar momentos prazerosos.
  • Cuide da sua alimentação– por meio dela, garantimos não só energia como, também, a produção ideal dos hormônios, entre eles a testosterona. Uma dieta saudável é uma das maneiras de aumentar a testosterona naturalmente.
    Porém, existem dicas mais específicas para isso. Por exemplo: cortar ou reduzir significativamente o consumo de açúcar, pois o abuso do produto está associado a baixos níveis de testosterona.

Quer mais dicas de alimentos para aumentar a testosterona naturalmente? Veja aqui. E confira também o infográfico abaixo:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *